escritório

escritório

domingo, 18 de junho de 2017

CONGRESSO EM FUGA

Esvaziar a sessão da Câmara que irá analisar a futura denúncia de Rodrigo Janot contra Michel Temer é a estratégia que vem sendo articulada por parlamentares governistas para salvar o presidente, segundo a Folha.
O motivo: eles temem o desgaste político e eleitoral de ir ao microfone do plenário votar contra o prosseguimento das investigações, uma vez que Temer tem apenas 9% de aprovação popular.
São necessários 342 votos dos 513 deputados para que a denúncia seja transformada em processo no STF, com o consequente afastamento do presidente.
Temer não precisa ter voto algum, se o outro lado não reunir o bastante.
ROBSON PIRES

Nenhum comentário:

Postar um comentário